O Cursinho Modelo, unidade da Rede Educafro de cursinhos comunitários, nasceu em 2015, à partir dos ideais de seu fundador, Tom Junior, especialista em aprovações nos vestibulares mais concorridos do país.

Aluno de rede pública de ensino, após ser aprovado por diversas vezes em medicina, em universidades federais importantes do país, Tom Junior resolveu desenvolver um sistema de ensino voltado para atender alunos da rede pública de ensino.

O fato foi motivado pela percepção de que os cursinhos tradicionais utilizam metodologias voltadas para alunos de redes particulares de ensino, que dificultam o aprendizado de alunos oriundos da rede pública, pois, enquanto o aluno de classe média revisa o conteúdo ministrado, o aluno negro e branco pobre está tentando aprender conteúdos básicos.

O desafio era alcançar índices de aprovação superiores aos dos cursinhos tradicionais, mas com alunos de rede pública, e que estes alunos, além de receberem os conteúdos necessários para sua aprovação também fossem contemplados com a formação em conteúdos atinentes à ética,cidadania e direitos humanos. Em outras palavras, possibilitar o ingresso nas universidades públicas de negros e brancos pobres conscientes das realidades de um país que nãos lhes deu e não dará facilmente oportunidades. Era preciso que o aluno entrasse e tivesse estrutura para permanecer na universidade pública.

[siteorigin_widget class=”Thim_Single_Images_Widget”][/siteorigin_widget]

Com auxílio de pessoas, professores e coordenadores voluntários, que acreditaram na ideia do projeto foi possível, em 18 de maio de 2015, colocar em prática a metodologia de ensino proposta e alcançar 100% de aprovação dos alunos que seguiram todas orientações da coordenação do curso. 

Desde sua criação, o Cursinho Modelo tem contado com o apoio de professores e coordenadores voluntários que doaram e doam parte do tempo para ajudar o projeto a continuar ajudando estudantes negros e brancos pobres a ingressarem nas universidades mais importantes do país. 

Vários professores e coordenadores têm contribuído voluntariamente para o projeto, sem a dedicação destas pessoas, que ajudaram e ajudam o Cursinho Modelo, não seria possível o êxito na formação social e aprovação dos alunos.

O sucesso do projeto se deve a três fatores principais :

1 – PROFESSORES VOLUNTÁRIOS (estudantes, engenheiros, jornalistas, professores, advogados, médicos, etc.) que se disponibilizam a ajudar.

2 – COORDENADORES VOLUNTÁRIOS (pessoas de diversas profissões e realidades) que ajudam na organização do espaço e das atividades diárias.

3- MÉTODO DE ENSINO DIFERENCIADO com apostilado próprio, acompanhamento individualizado, orientação continuada e atividades complementares (sistema couch, aulas de meditação, plantões de dúvidas, orientação vocacional,etc).

Desde sua fundação, TODOS OS ALUNOS que seguiram as orientações e fases de preparação do Cursinho Modelo foram aprovados em universidades públicas. O segredo para aprovação é a dedicação do aluno em seguir a metodologia proposta. Tradicionalmente preparamos para o ENEM, mas eventualmente criamos  turmas preparatórias para os vestibulinhos da ETEC e IFSP.